As paredes dos edifícios antigos são constituídas, na sua grande maioria, por alvenarias

de elementos de pedra de dimensões variadas, assentes com argamassas à base de cal

e areia. Estes suportes oferecem uma fraca coesão devido à sua baixa resistência

mecânica provocando elevada deformabilidade.

SABIA QUE…

Para reabilitar as paredes degradadas são necessários procedimentos técnicos tais como,

a picagem, a escovagem e a lavagem por meio de alta pressão para remoção das

eflorescências, das pinturas e dos elementos desagregados, de modo a conferir à

superfície uma consistência e uma estabilidade adequada à aplicação dos primários

adequados e de argamassas “pobres” à base de cal de espessura reduzida.

É muito importante que as novas argamassas sejam muito semelhantes às existentes,

exigindo-se um baixo módulo de elasticidade. A utilização de cimentos sobre o suporte

não é de todo recomendável.